19abr

Nada dura para sempre

ele não está tão afim de você-filme

Ginnifer Goodwin e Justin Long em cena do filme Ele Não Está Tão a Fim de Você, de 2009

[Você pode ler esse texto ao som de Colors, da Halsey ♫]

Quando começamos um relacionamento colocamos muita expectativa naquilo e certas vezes acreditamos que esse amor vai durar para sempre. É muito bom acreditar que você encontrou alguém que vai dividir a vida com você, é incrível fazer planos enquanto olha para o lado e existe alguém lá. Não é bobeira acreditar em amor verdadeiro ou acreditar em alma gêmea. Eu não acredito mais, porém não acho que é besteira.

Eu já encontrei o amor verdadeiro algumas vezes e sempre achei que nunca amaria mais depois que esse amor acabou, mas logo depois estava eu lá apaixonado e rindo sozinho enquanto pensava no ser amado. Agora corta, vamos para o futuro ver o autor sofrendo pelo fim daquele amor verdadeiro e acreditando que jamais amaria de novo. Bobeira achar que não vai surgir uma nova pessoa que fará seus olhos brilharem e seu coração bater mais forte.

Hoje li uma frase no Facebook de uma cantora que sigo, que dizia “Nada dura pra sempre, os tempos mudam” e foi pensando nisso que resolvi dividir mais um capítulo da minha história com vocês aqui.

Eu estou apaixonado e como das outras vezes acredito que esse amor é real. Acredito que é aquele amor verdadeiro e que nunca sentirei igual, maior ainda que da última vez. Só que por alguns motivos essa relação não deu certo e estou tentando caminhar em frente, tentando não pensar no “poderia ter dado certo” ou “será que acabou mesmo?”, eu simplesmente tento não pensar e apenas estou seguindo em frente.

Como das outras vezes eu estou passando por uma situação complicada, é difícil ser rejeitado e ter que abrir mão daquilo que você acredita ser sua felicidade. Mas eu olho pra trás e penso “eu já senti isso antes”. E essa é a parte da vida que está me dando forças pra seguir em frente, afinal há dois anos estava eu triste pelo fim de um relacionamento e hoje aquilo é só uma lembrança legal de uma parte da minha vida.

Eu sou muito apegado a pessoas e por isso eu não gosto de concordar com certas coisas, mas eu concordo muito com essa frase e hoje consigo enxergar claramente que a vida é assim, nada dura para sempre. O seu amor não dura a vida toda, ele muda, ele se transforma. Claro que em alguns casos ele pode se transformar e continuar, mas em outros ele se transforma e acaba.

Para quem continua amando é mais complicado, a gente vai sofrer e eu gosto de sentir todas as fases de um relacionamento, desde o amor que tira você do chão até a parte triste. E ainda acredito que devemos passar por isso, o sofrimento nos ensina.

Só que hoje eu aprendi algo, a vida não acaba quando seu amor vai embora. A vida continua e você vai acabar encontrando outros amores e vai chorar de alegria e também de tristeza e aos poucos vai aprendendo a lidar com isso, pois as pessoas mudam e os sentimentos também.

Eu escrevi esse texto enquanto escutava Colors, da Halsey, e destaco essa parte que fala basicamente sobre mudanças:

You were red, and you liked me ‘cause I was blue
But you touched me, and suddenly I was a lilac sky
Then you decided purple just wasn’t for you

*Esse texto faz parte do projeto Eu, Você e Eles.

12abr

Você não me escolheu

Postado por às em Amor, Eu Você e Eles, Relacionamento
andrew-lincoln-simplesmenteamor

Andrew Lincoln em cena do filme Simplesmente Amor, de 2003

[Você pode ler esse texto ao som de Flesh Without Blood, da Grimes ♫]

Por muito tempo eu insisti na gente, por muitas vezes eu tentei fazer com que você sentisse o mesmo que sinto e acredito que quase chegamos lá, foi por pouco, mas você não me escolheu.

Eu não sei lidar com rejeição, na verdade eu acho que ninguém sabe. É difícil você amar alguém que não te dá isso em troca. E eu não falo de receber em troca um amor incondicional, apenas aquele amor do dia a dia, aquele carinho e atenção. Amar e não ser amado é viver sob a presença da ausência da pessoa, é complicado.

Passamos muito tempo juntos, eu te conheci e você acabou conhecendo cada detalhe meu, cada defeito e cada coisa boa, você conheceu os tons do meu sorriso e mesmo depois de tudo isso não me escolheu. Hoje você prefere ficar sozinho a ficar comigo e agora nós não somos (e não seremos mais) uma dupla.

Eu nunca vou te perguntar os seus motivos, eu não quero saber e muito menos tentar entender. Eu sei que simplesmente as pessoas não se apaixonam de volta, eu entendo que às vezes o amor acontece e às vezes não. É normal, triste, mas totalmente aceitável.

simplesmente amor gif

Andrew Lincoln e Keira Knightley em cena do filme Simplesmente Amor, de 2003

E eu olho pra trás e vejo situações parecidas, onde eu era o “não escolhido”, mas essas situações foram tão poucas e tão pequenas que acredito que isso não tem nenhuma ligação comigo, o problema não sou eu. Simplesmente eu não fui seu vencedor e agora devo lidar com isso.

Quando me pego pensando nas opções que tenho a partir de agora eu fico triste, pois em todas elas não existe você, a sua presença não está lá. E o pior de tudo é que isso é bom, pois levará um tempo para que eu não pense mais em você e depois tudo terá acabado. Até nossa ligação (o meu amor por você) terá chego ao fim e depois disso eu poderei me reencontrar.

Agora nada mais importa na nossa relação, pois a cada dia ela vai existir menos e vamos chegar num ponto em que não conheceremos mais um ao outro. Nós dois seremos estranhos e nesse dia eu não vou mais lembrar que você não escolheu, pois isso não terá importância pra mim.

11abr

Namore alguém que valorize os mesmos ideais

Postado por às em Relacionamento
photo: weheartit

photo: weheartit

Nas duas últimas semanas me peguei dando o mesmo conselho para dois amigos, foi algo como: “você precisa encontrar alguém que valorize o que você também dá valor”, eram dois amigos diferentes que passaram por situações onde o par não ligava muito para algo que era super valorizado pelo parceiro.

A questão é que, quando você e seu namorado tem valores diferentes, em algum momento vai existir esse crash e claramente uma das partes vai sair magoada, quando o relacionamento está no começo, muitas coisas são relevadas, mas o tempo passa e não dá pra deixar de lado o que é importante pra você passar batido assim.

Por exemplo: eu sempre gostei de curtir e participar das datas comemorativas como: dia dos namorados, aniversário de namoro, aniversário, então, eu sempre fiz questão de tornar esse dia algo especial, mas houve um parceiro que não ligava pra isso, não mandava flores, não tornava meu aniversário algo diferente, não ligava pro romantismo do dia dos namorados.

Por um tempo eu fiquei muito chateada, mas com os anos você aprende que isso é uma característica da pessoa, que ela demonstra o amor de outras formas, mas negligenciar suas vontades também é bem complicado, acho que não bate a conta e no fundo a gente sempre sabe o que incomoda, mas vai mantendo o romance por x ou y questões.

Posso citar o caso de uma amiga que cansou de tanto criar expectativas, chegava aniversário e ela esperava um café da manhã glorioso ou um buquê de rosas entregue no escritório e pra finalizar um jantar romântico em um bom restaurante, digo que ela é sonhadora demais, por que esse tipo de coisa nunca aconteceu. Obviamente que ela poderia baixar um pouco as expectativas, mas receber um telefonema quase robótico, cumprindo tabela também já é demais né?

O meu conselho neste caso é tentar identificar essas questões logo de cara e conversar, não precisa ser radical e já partir para outra, muitas coisas podem ser resolvidas na conversa. Se a pessoa não souber que pra você esse ou aquele gesto é extremamente importante, ela não poderá supri-lo, ou seja, converse e antes de se jogar tente encontrar alguém com os mesmos ideais, valores, que já é meio caminho andado.

06abr

Você não tem coragem pra ficar comigo

Postado por às em Relacionamento

relacionamento

Depois de tantas idas e vindas, eu cheguei nessa conclusão, infelizmente você não tem coragem suficiente para ser meu par, pra seguir a vida comigo. Por que eu não sou uma pessoa normal, eu não sou daquelas que seguem os padrões da sociedade, e eu sei que sou uma pessoa complicada.

Durante todos esses anos, você até tentou ser quem eu preciso, mas não, infelizmente você não tem coragem suficiente, não consegue se desligar das marcas e padrões determinados por pessoas que sequer conhecem a nossa vivência. Você romantiza demais o que é uma relação amorosa e procura os clichés para se enquadrar, você gosta de se enquadrar.

Eu não gosto do padrão, eu não me encaixo nele, eu não sigo as boas maneiras, eu sei que não sou normal, você tenta ser assim, mas no fundo você gosta de seguir como um gado sendo pastorado, você precisa dessas guias para prosseguir, para viver.

No fundo você até gostaria de ser meu, mas as amarras que lhe prendem ao que todos acham que é o certo são mais fortes do que o seu amor, do que a sua vontade. Por isso eu digo que você não tem culhões para ficar comigo, você não tem coragem de abrir a mente, de pensar diferente, de enfrentar as adversidades e mudanças que isso contempla, de ser o contrário do que a sociedade representa, você não tem coragem.

Mas no meio de tudo isso o que me irrita, o que me desgasta é você querer ainda me manter no seu radar, com conversinhas, você não me deixa partir, você não tem coragem e me impede de viver e seguir, de quem sabe achar alguém que realmente me queira e que não se prenda as mesmas amarras que você.

05abr

Quanto Custa jantar no Carlota?

Postado por às em Gastronomia, Quanto custa?

carlota

Eu conheci a Carla Pernambuco em 2011 quando ela foi uma das conselheiras do programa O Aprendiz (como eu amava este programa) e nem sabia que ela era uma renomada chef de cozinha.

O Carlota é um agradável restaurante em São Paulo e tem mais de 20 anos de estrada e tem um ambiente gostoso, despojado, mas se mantém aconchegante. O Jader já tinha ido lá e me dito como foi gostosa a experiência, eu já estava querendo ir tem um tempo também, então, aproveitamos que tínhamos um motivo para um jantar especial e visitamos a casa.

Chegando lá, você tem uma estrutura de casa meio tradicional, meio com cara de casa de vó, um espaço de espera pequeno, mas com bancos e mesinhas para “adiantar” os drinks ou petiscos.

Divulgação

Divulgação

 

Como estávamos comemorando a minha mudança de casa, pedimos um espumante – um Freixenet se não me engano, e para entradinha uns bolinhos de camarão com queijo. A espera durou uns 25 minutos, mas foi agradável, afinal, estávamos acompanhados de uma garrafa, he he he.

Finalmente chegou nossa hora, sentamos na mesa e o meu prato já estava decidido antes mesmo de pegar o carro e dirigir até o restaurante: Bife Wellington! Faz tempo que queria experimentar essa ~iguaria~. O prato era acompanhando de um purê de espinafre e cogumelos por cima.

 

O famoso bife wellington é bom demais!

Uma foto publicada por Taína Sena (@tainasena) em

O tal do bife é apenas sensacional, parece que a massa e a carne se completam e que um não faz sentido sem o outro, que prato delicioso! Agora entendo todo o bafafá em torno dele. A única coisa mais chatinha foi a espera, pois eu estava mortinha de fome!

Vamos ao que interessa né? Quanto custa jantar no Carlota? Não é caro, tendo em vista que tomamos uma garrafa de espumante, gastamos juntos, um total de R$ 303,00 – mas também não aguentamos experimentar nenhuma sobremesa. Dá uma média de 150,00 por pessoa.

Se tivéssemos tomado alguma bebida mais simples, talvez teria ficado um pouco mais barato, mas eu considero um valor ok pela experiência, comida e tudo mais.

Acho que vale a pena a visita e penso em voltar para experimentar outros pratos, já que é um restaurante multicultural e está sempre revisando seu cardápio.

 

Serviço:

www.carlota.com.br

Rua Sergipe, 753 – Higienópolis

Telefone: 11 3663 0911

Plugin creado por AcIDc00L: key giveaway
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: seo valencia