26mai

Quando livros nos indicam pessoas

Postado por às em destaque, Livros
ben-afleck_lendo_gone_girl

Ben Affleck e Rosamund Pike em Garota exemplar, de 2014

Muitas vezes somos gratos a certas pessoas por nos apresentarem a um livro, ou nos introduzirem a um novo algum assunto para depois lermos sobre eles. Essas pessoas merecem um lugar cativo no céu. Sério!

É muito legal quando alguém chega e fala com todo entusiasmo “cara você tem que ler esse livro” ou quando dizem “você vai adorar essa história”, imagina: é alguém querendo dividir um novo mundo com você! Isso já aconteceu comigo e com Harry Potter. Eu adoro a série de livros e também todos os filmes, mas poderia ter conhecido a história antes (só peguei pra ler os livros quando o quarto filme era lançado nos cinemas).

Mas e quando acontece o contrário?

Muitas vezes andando de metrô/ônibus ou até enquanto estava passeando pelo Ibirapuera, livros me indicavam pessoas. Sentia-me como um adolescente descobrindo as coisas, é estranho ver alguém completamente desconhecido entrando num mundo que você já visitou, lendo um livro que você já leu.

Quando vejo alguém lendo meus livros favoritos entro em estado de êxtase e morro de vontade de forçar a barra da educação, falar “eu adorei esse livro” e começar um papo sobre os personagens, sobre a história e etc. Mas eu sempre penso “Jader, menos! A galera não gosta de ser importunada quando está lendo”. Verdade, né? Eu sou mais ou menos assim.

O mais engraçado é que muita gente pensa assim também. Fiz uma pesquisa rápida lá no Twitter e encontrei muitos comentários sobre isso. Se quiser faça o mesmo e procure na busca no Twitter: “alguém lendo meu livro favorito”. Os tweets são praticamente declarações de amor.

O mais legal de tudo isso é que essa “experiência” faz com que você crie um laço momentâneo com um completo estranho. Você sorri esperando que ele devolva o sorriso e fica feliz pelo simples fato de ter dividido algo bom com uma pessoa aleatória.

  • Renan Oliveira

    Uma bela noite em 2012, saindo do meu serviço eu fui até a livraria Saraiva atrás de “A culpa é das estrelas”. Comprei e de lá eu ia ter um date pela paulista, mas levei um bolo. Então eu entrei na livraria cultura do conjunto nacional (com o livro que comprei na Saraiva rs) sentei no chão e fiquei lá lendo. Nessa época eu havia acabado de assistir Os Miseráveis e estava querendo ler Anna Karenina. Para minha surpresa havia uma moça na minha frente sentada lendo Anna Karenina. Nunca fiz isso na vida, mas na maior cara de pau eu puxei assunto e perguntei do livro. Fiquei com medo dela achar que eu tava paquerando ela HAUEHAUEH, mas enfim, descobri que ela era psicóloga, que não havia comprado o livro e estava indo lá algumas vezes por semana pra ler e que gostava de comida japonesa. Conclusão: ficamos amigos! Tudo isso por culpa dos livros hahaha ó que coisa fofa!

    • Jader Araújo

      Que legal, Renan!
      Eu sempre fico com vontade de conversar com as pessoas, mas não consigo ser “entrão”, fico tímido demais. E quando estou lendo, não gosto muito de ser “atrapalhado”, mas adoro ver pessoas lendo livros que gosto. <3

    • Taína Sena

      Eu acho que a gente conhece as melhores pessoas nessas ocasiões, mas eu tbém fico tímida!

Plugin creado por AcIDc00L: bundles
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: posicionamiento web