/ dicas de viagem

07jan

Roadtrip para Belo Horizonte

Postado por às em Episódio de Hoje, Viagem
IMG_4188

Roadtrip Belo Horizonte

Ano passado no mesmo período eu estava escrevendo sobre minha primeira road trip, para a linda Curitiba. Para comemorar o final de 2017 nós resolvemos fazer mais uma viagem de carro, dessa vez uma road trip para Belo Horizonte, em Minas Gerais.

Mas por que escolhemos essa cidade? Dois pontos: no ano novo tá tudo pela hora da morte e por que eu sempre resolvo minhas viagens da noite pro dia. Passei uns dois dias fazendo cotações e já estava bem desistindo, quando me veio à cabeça procurar os custos para BH. Eita que bença! tava incrivelmente mais barato que qualquer lugar, óbvio, fora do circuito.

No mesmo dia bookamos o hotel e começamos os preparativos para a trip, detalhe: tudo isso foi decidido 6 dias antes da viagem! Ah como é bom ser vida louca!

Mas o que tem pra fazer em BH? No planejamento achamos programas culturais, restaurantes e bares, sim, porque BH não tem mar, só tem bar! heheheh

Carro com as manutenções em dia, comidinhas de viagem separadas, partimos eu o meu boy e as minhas filhotas, comecei dirigindo, por que me sinto mais segura nas estradas paulistas, mas a ideia era dirigir metadinha, eu fiquei animada e dirigi 400 km – sobe a plaquinha aqui de alegria pra quem morria de medo de dirigir e hoje tô assim, chic demais.

O caminho foi bem tranquilo, a estrada (Fernão Dias) estava super boa, achei bem sussa. Chegando lá, o hotel era uma delicinha, escolhemos o HolidayInn – eu já fiquei hospedada em alguns hotéis da rede, então sabia da qualidade prévia. Os quartos eram super gostosinhos, aconchegantes mesmo, a cama king, era maravilhosa.

Como sempre nas minhas trips eu procuro ir bem de boa, logo no primeiro dia fomos conhecer a Praça do Papa, indicação do meu migo Guto, que fez um mini guia pra mim! (<3) – de lá dá pra ver a cidade do alto, tem umas comidinhas de rua e tal, foi lá que meu boy experimentou o famigerado hot dog com uvas passas, sem or. As crianças brincaram naquele big espaço e voltamos pro hotel para descansar.

IMG_4053

Depois que as crianças dormiram nós fomos conhecer o Edifício Maleta, que é onde ficam os bares mais alternativos de BH, e claro, fui conhecer o Guto pessoalmente, uma vez que somos migos uns 6 anos e nada desse encontro acontecer. Encontramos também a Patty e o Danilo, foi uma noite gostosa, pena que o lugar fecha 1 da manhã. Diria que ele é bem alternativo mesmo, se você gosta de bares estrelados, não vá, mas se você quer um barzão, vai que é sucesso.

IMG_4107 IMG_4108

No outro dia fomos conhecer a Pampulha e o Museu de Arte Moderna, estava um dia chuvoso, mas foi bem legal conhecer o museu e todas as suas peculiaridades, tinha arte em todo canto, inclusive embaixo das escadas, algo meio escondido. Depois fomos almoçar no Restaurante Xapuri, um lugar tradicional, estávamos muito afim de comer comida típica mineira. Foi uma delícia.

IMG_4124

No domingo escolhemos ver a feira da Afonso Pena, uma feira enooooorme que tinha de tudo, comida, artesanato, decoração e tudo mais. Emendamos no parque que fica na mesma avenida, bem grande também, mas achei um pouco largadinho, as vezes deu uma certa insegurança. Na volta desse passeio resolvemos curtir a piscina e a jacuzzi do hotel, just relax.

Nisso já foi a virada do ano, escolhemos passar lá na Pampulha para ver os fogos perto da lagoa, não conseguimos chegar a tempo e a virada rolou no carro mesmo, à caminho, risos.

Finalizamos a virada com um vinho branco do sul da frança bem aromático, com muito abacaxi, pão e baunilha, achei ele bem equilibrado, o nome era Ferrandiere, fica a dica.

IMG_4178

Por fim, acabou nossa trip em terras mineiras, eu não consegui comer pão de queijo, não me perdoo até agora, mas tudo bem, ainda volto pra conferir isso.

Beijos

25ago

4 dicas para economizar na viagem

Postado por às em Viagem

Money-saving-tips

Eu acho que ninguém aqui já está milionário, logo economizar na viagem é sempre um tema muito relevante. Durante minhas andanças eu aprendi algumas táticas para economizar em algumas coisas, já que muitas vezes eu optei por comprar um eletrônico e ai precisei reajustar a verba disponível durante a viagem. Considerando também o atual cenário onde as passagens de avião estão bem baratas, mas o dólar está nas alturas, algumas dicas podem fazer a diferença no final da sua trip.

 

Compre ingressos pela internet

Sempre uma dica valiosa que economiza dinheiro e muitas filas, mas eu nunca segui, me arrependo amargamente pois em dois casos me fez falta, uma vez no Vaticano que tinha uma fila enorme e a solução foi comprar um ticket especial que pulava a fila, mas $$$ né? A outra vez foi em Barcelona, quando visitamos a Sagrada Família e por sorte a fila andou rápido.

Monumentos e Museus gratuitos

Mais um ponto para quem faz a lição de casa e pesquisa tudo, existe uma grande opções de atividades sem custo ou com valores promocionais durante algum dia especifico da semana, por exemplo o Museu do Louvre é gratuito em todos os primeiros domingos do mês, mas apenas na baixa temporada. Muitos passeios ao ar livre também são bons demais como exemplo: andar às margens do Rio Sena tomando um vinho e comendo uma baguete, tem como não ser lindo? e melhor, de graça.

Tickets de transporte

Muitas cidades turísticas oferecem um ticket especifico para utilização durante um dia inteiro ou durante uma semana, até mesmo mês, depende da sua necessidade. Vale fazer as contas e ver se compensa fazê-los de acordo com o seu planejamento. Mas nem sempre pode ser uma boa, quando eu e o Jader estávamos em Barcelona, percebemos que valia muito mais andar de táxi do que de metrô, então essa opção não nos servia.

Coma no Fast Food

Em outros países, não só de McDonald´s e Burguer King são feitos os fast foods, existem opções para vários tipos de comida e o mais legal, o preço é realmente mais em conta. Eu sempre faço a “equação” comer baratinho a cada 3 refeições mais caras e tenho um hobby que é comer no McDonald´s em cada país que vou.

Espero que essas dicas sejam interessantes pra vocês e se tiver qualquer dúvida manda aqui nos comentários!

29jun

Como foi tirar o Visto Americano?

Postado por às em Viagem

bandeirausa

Eu tenho que dizer que posterguei esse visto por no mínimo 3 anos por achar que era muito burocrático e demorado, mas as coisas evoluíram ou eu que fiquei menos chata e resolvi tirar essa pendência da minha vida e isso aconteceu no ano passado, como trabalho numa empresa que me oferece a oportunidade de viajar para fora do Brasil ter o visto americano era uma questão de inteligência, as viagens na maioria são sempre para a Alemanha, mas uma oportunidade de conhecer a América a trabalho ou férias estava próxima.

Eu juro pra vocês, já tinha pesquisado como era o procedimento e até preenchido os documentos, mas eu parava na metade, por isso eu resolvi escrever esse texto por que durante todo o processo eu senti falta de algo mais explicativo, então bora entender como faz pra tirar o visto de uma forma simples e rápida?

passaporte

A primeira coisa que você precisa fazer é preencher o formulário DS-160, você coloca todas as informações de acordo com as perguntas, geralmente sobre documentação, preencha tudo com a mais clareza e verdade já que também tem uma entrevista presencial no consulado.

Vai chegar uma parte que pergunta sobre a sua viagem, selecione o seu tipo de visto “Temp. Business Pleasure visitor (B) e selecione “Business & Tourism (temporary visitor) que é o famoso B1 e B2. Coloque os planos de viagem, a melhor coisa é não comprar nada, apenas seguir com os planos, por exemplo: decidir previamente o hotel e o tempo de viagem, pois você precisa preencher isso no formulário, mas sempre considerando que não tem garantia que seu visto será emitido.

Depois de preenchido você paga a taxa MRV de solicitação de visto, na minha época paguei U$160,00, paguei no cartão de crédito que foi mais rápido para “verificarem o recebimento” e liberar para marcar a entrevista. Depois disso marquei a visita no CASV para a entrega de documentos, a janela de tempo estava bem tranquila, marquei para dali a 3 dias e também marquei a visita no consulado para 5 dias depois do CASV.

Deu tudo certo e em pouco tempo eu estava com meu visto liberado e adivinha? rolou mesmo de ter uma viagem de trabalho para dali a 3 meses, então eu fui pra Chicago e essa foi a primeira cidade americana que eu conheci. O que eu demorei 3 anos enrolando consegui desenrolar em menos de 7 dias, é só focar no objetivo e ir.

Farei post mais detalhados sobre como é a entrevista no CASV e Consulado Americano nos próximos posts! Se você tiver alguma dúvida deixe aqui nos comentários que eu tento responder!

como-tirar-visto-americano

 

Plugin creado por AcIDc00L: bundles
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: posicionamiento web