/ sinais

03jun

Precisamos falar sobre os sinais

Postado por às em Eu Você e Eles, Relacionamento
he_s_just_not_that_into_you-ele_nao_esta_tao_afim_de_voce

Justin Long e Ginnifer Goodwin em cena de Ele Não Está Tão a Fim de Você, de 2009

[Você pode ler esse texto ao som de Um Só da Clarice Falcão ♫]

Quero muito dividir algo com você, uma coisa que seus amigos já falaram, mas você não escutou. Sei que agora você está sofrendo e pensando que poderia ter sido diferente, que poderia ter dado certo, que poderia ter uma segunda chance, que as coisas seriam boas de novo. Mas não.

Você fez tudo que poderia ter sido feito, foi tudo que deveria ser e sabe disso. Você errou? Sim, quando não se protegeu.

Uma coisa temos que combinar: você sabia que estava acabando.

Você sempre soube que ia acabar, sabe por quê? Nada acontece de um dia para outro. Você só não queria aceitar, não queria ver os detalhes ou não entendeu os sinais. Na verdade, a parte de não entender os sinais poderia ser substituída por “não queria entender os sinais”, pois quando acaba não é só de um lado, os dois lados rompem.

Não estou dizendo que a partir do momento que o outro foi embora você deixou de amar, você não deixou! Você lutou até o último segundo, você brigou até o último adeus, até aquele último toque das mãos e chorou. Você chorou por dias, por meses, eu sei que você sofreu, mas também sei que você sempre soube e hoje você também sabe. Tudo sempre foi muito claro.

Quando algo está acabando não é do dia para outro, uma pessoa não acorda e pensa “o que estou fazendo da vida?” e resolve mudar. Mudanças levam tempo. Claro que esse tempo pode ser uma semana, um mês ou até um ano. Mas esse período é um aviso para que você possa se proteger.

Ser o lado que quebra é sempre mais difícil. Você desaba, fica o pó e vê como o outro consegue refazer sua nova vida rápido (sem você). Você se culpa, o culpa e passa seus dias esperando algo, mas você sempre soube que isso aconteceria. Ou melhor, você sempre soube que isso poderia acontecer e não fez nada.

Escrevo isso pra você como se tivesse puxando sua orelha e falando “fique de olho nos sinais”, mas esse texto na verdade é pra mim. Escrevo enquanto percebo todos os sinais que decidi ignorar, todos os detalhes importantes deixados de lado, todos os momentos que deveria ter acabado com tudo.

Hoje é tarde para perceber isso? Talvez sim, talvez não. O sofrimento já passou e você pode se perdoar pelo erro e seguir em frente. Ou você pode escrever…

*Este texto faz parte do projeto “Eu, Você e Eles“.

Plugin creado por AcIDc00L: noticias juegos
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: posicionamiento web