/ sozinho

26out

A importância de ficar sozinho

Postado por às em Amor, Eu Você e Eles, Relacionamento
greys-anatomy-temp11

Ellen Pompeo em cena da série Grey’s Anatomy, criado por Shonda Rhimes

[Você pode ler esse texto ao som de Hello, da Adele]

Essa semana eu cantei junto com Damien Rice em seu show em São Paulo. Foi um dos sonhos que realizei, ele estava lá há poucos passos de mim cantando as músicas que já me fizeram chorar muitas vezes. Sou apaixonado por esse moço e por suas musicas há muito tempo. E se você costuma ler esse blog com frequência, sabe que muitas das músicas que indico aqui são dele, diferente da música de hoje.

Comecei esse post falando sobre o show do Damien Rice, pois uma das entrevistas dele, enquanto estava no Brasil, foi sobre a importância de ficar sozinho. O irlandês conhecido mundialmente por The Blower’s Daughter (do filme Closer), disse que “ficar sozinho é tão importante quanto dormir” e eu concordei tanto com isso que decidi tornar isso um episódio de hoje aqui no blog. Damien Rice ficou muito tempo sem lançar músicas novas e sem sair em turnê, ele se escondeu da vida e ficou sozinho, criando uma nova pele, ou se moldando para uma nova vida. E eu estou mais ou menos nessa fase.

Eu não vou sumir, não deixaria os amigos e família de lado, não irei para a Islândia. Eu só estou sozinho, lidando com aquela nossa insustentável leveza e criando coragem para partir para outra. Há algum tempo e tomei algumas decisões que estão me levando para uma nova fase. Depois de 28 anos, finalmente eu me conheci. Agora conheço todos os meus defeitos e sei muito bem o quanto sou perfeito em algumas coisas. Parei para pensar na minha vida e em tudo que eu poderia e quero fazer e tomei decisões. Uma delas é finalizar todas as coisas que estão abertas, decidir todos os passos que posso decidir e aqueles que não tenho poder, deixar de lado. Nessa fase da vida eu não quero que alguma indecisão me prenda, eu quero trabalhar com as coisas certas, mesmo que isso me faça ficar sozinho. E se eu ficar sozinho, não terá nenhum problema.

carrossel-greys

Eu demorei muito tempo para me conhecer e tomar decisões. Parece que quanto mais o tempo passa mais estamos ficando maduros, mesmo sendo os bobos de sempre. Hoje em dia aquelas frases clichês que tanto me faziam rir, estão fazendo sentido. Até o título desse post faz um sentido que não faria para o Jader de 5 anos atrás. Aquele cara não entenderia nada que esse moço escreve aqui, ele precisou ficar sozinho e aprender o quanto isso é importante. Ele precisou amar mais o outro do que a si próprio para entender o quanto isso é errado, o quanto é burro colocar a vida de alguém – que não te quer – na frente da sua. Agora, ele olha pra trás e sorri para aquele menino que errou diversas vezes ao acreditar que “dessa vez é o amor verdadeiro” e ir com tudo.

Claro que vou continuar errando e quando acreditar que é real irei sem medo. Mas irei sabendo como as coisas são, pois não estou desacreditado do amor, pelo contrário, eu acredito muito. Mas eu acredito em mim e acredito que ninguém precisa se prender a alguém para ser feliz. Passei tanto tempo sozinho sendo feliz, que não tenho pressa em encontrar o amor da minha vida. Eu não procuro mais, na realidade eu procuro ser feliz comigo mesmo. Ser feliz no meu dia a dia e entender a importância das minhas escolhas.

Às vezes precisamos passar um final de semana trancados em nossas casas, fazendo algo que queremos fazer mas “estávamos sem tempo”. Esse último final de semana eu fiz isso e lembrei o quanto gostava de assistir Grey’s Anatomy. Essa série me faz chorar de um jeito tão lindo e me deixa numa paz tão grande. Ontem estava eu aprendendo com as lições da série e concordando com frases da Shonda Rhimes (aquela assassina!). Esse tempo que me dei, mesmo sendo pouco, é tão precioso. Em 2011, viajei sozinho para a Europa e fiquei 60 dias passeando por quatro países, conhecendo pessoas novas, visitando novos lugares e ficando comigo mesmo. Foi tão incrível que me pego pensando em fazer isso novamente, ficar sozinho em países que não conheço, ver coisas novas sozinho, apreciar a vista com meus olhos e guardar aquilo pra mim. Penso ainda que seria bem melhor que da outra vez, pois hoje sou alguém um pouco melhor.

Acredito que antes da gente se apaixonar por alguém e conhecer uma pessoa a fundo, temos que nos apaixonar por nós mesmos e nos conhecer muito bem. É um passo muito importante para ser feliz.

30jul

Vamos combinar uma coisa? Não tem problema você estar solteiro

bridget-jones-filme

Renée Zellweger em cena de O Diário de Bridget Jones, filme de de 2001

Um dia escutei de um amigo sobre meu ex-namorado (enquanto ainda namorávamos): “Nossa você demorou tanto tempo para arrumar alguém e agora ele vai embora. Triste né?”, era realmente triste, pois a pessoa em questão iria realmente embora e eu ficaria solteiro novamente, mas após escutar isso pensei por algum tempo e cheguei a conclusão que não tinha nenhum problema em ficar solteiro.

Ficar solteiro depois de um relacionamento é sempre complicado, por que você está desacostumado a sair para paquerar e a entrar em aplicativos. Após esse término tinha 0% de chances de eu correr para uma balada e beijar vários caras. Mas não é por isso que eu me tornaria uma pessoa triste. Dor de amor passa, pode demorar alguns meses (ou até anos) mas um dia acaba passando. A minha passou.

Acredito que muitas pessoas sentem medo de ficar sozinhas não apenas por medo de não ter outra pessoa e sim por que parece que virou obrigação você estar com alguém. As pessoas não acreditam que você “está bem, obrigado” se está solteiro, elas esperam que você “vá arrumar alguém logo”. Só que o mundo esqueceu que estar sozinho não significa ser solitário. Claro que no fundo todo mundo quer encontrar seu (insira aqui o nome que você dá pra isso) mozão, sua cara metade, tampa da panela e etc., mas gente a vida não é tão curta assim como as pessoas costumam falar. E mesmo se for vamos desperdiçar nosso tempo com aqueles que realmente valem a pena e não sair por aí tentando desesperadamente arrumar um namorado. Como dizem por aí, a pressa é inimiga da perfeição (exceto em fast foods e em agência de publicidade risos).

zero namorados

Eu passei muito mais tempo da minha vida adulta sendo um cara solteiro do que namorando e, acredito que seja por isso, não tenho pressa para namorar. Quando estou pra ficar com alguém ou dando matchs nos apps, nunca penso em namorar. Penso “nossa que pessoa bonita, gostaria de sair com ela” e pronto. É mais fácil do que você chegar num encontro todo animado pensando que vai conhecer o homem (ou mulher) da sua vida. Vai com calma, cara! Seu dia vai chegar e se não chegar, aprenda a lidar com isso e pare de desabar mágoas pela internet a fora. É engraçado eu falar isso né? Logo o cara que escreve sobre romantismo e relacionamentos falidos aqui no blog.

Acredito que nós devemos viver independente de estar ou não namorando. Se você liga tanto para estar solteiro, o problema não é a falta de você namorado e sim você. Pois não muda nada o fato de você colocar qualquer pessoa na sua vida.

Quando meu amigo disse aquilo que citei no começo desse texto, não tive reação para uma resposta só o fitei por alguns segundos e continuei calado. Hoje eu sei que daria os ombros e perguntaria “qual o problema em ficar solteiro?”.

Esse texto faz parte do projeto “Eu, Você e Eles”.

Plugin creado por AcIDc00L: key giveaway
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: posicionamiento web