/ vinhos

26out

Avaliação de Vinho: KIDIA Reserva

Postado por às em tipos de vinho, Vinho

vinho kidia reserva

Digamos que eu ando estudando bastante para tentar entender melhor sobre o mundo dos vinhos… e tenho uma novidade super legal! em dezembro vou fazer um curso com certificação internacional! Estou mega ansiosa! Hoje eu vim fazer uma avaliação do vinho Kidia Reserva, um chileno que não me agradou muito, mas calma, gosto é gosto né? Confira quais foram as minhas observações:

Durante a minha busca por entender mais sobre vinhos e uvas, a experimentação é a melhor ferramenta, ou seja, beber vinho! Acho que toda vez que vou comprar uma garrafa eu busco referências na internet, como existem muitos tipos de vinhos e de vinícolas, nem sempre encontro um post ou opiniões, e ai é preciso usar as minhas referências e chutar! nem sempre dá certo.

Meu bar estava vazio e então eu resolvi sair pra comprar algumas bebidas, fiquei sabendo que o Pão de Açúcar estava oferecendo uma promoção para vinhos chilenos e argentinos com 30% de desconto e resolvi aproveitar, escolhi duas garrafas, o Kidia Reserva e o Trapiche Roble.

Hoje eu vou falar somente o Kidia: levei em consideração o preço, estava 65 reais fora os 30% de desconto, já achei uma boa, depois pensei na uva, era cabernet sauvignon, uva preferida por 80% das pessoas, eu me incluo nessa estatística. Na garrafa havia uma informação sobre um prêmio de melhores vinhos do Chile, foi mais um ponto para levar a garrafa. Por enquanto essas são as variáveis que eu consigo considerar no quesito “como escolher um vinho”.

Quando chegou a hora de degustar o vinho, que é a hora da verdade, eu me surpreendi e não gostei muito do que ele entrega, mas gosto de salientar que isso é uma questão muito subjetiva, o vinho tinha uma alta adstringência, que é quando começa a dar aquela “amarrada” na boca, sabe? E essa é uma das características de alguns tipos de vinhos que eu não aprecio. Era encorpado, forte, de um rubi profundo, um vinho difícil de beber, precisa dar aquela respirada e deve acompanhar pratos mais fortes, tais como: queijos, carnes e aqueles antepastos como berinjela, que foi inclusive o que acompanhou meu vinho. O álcool também era muito presente.

Então, uma dica que posso dar pra você que gosta de beber vinhos, comece entendendo o seu gosto, o que agrada seu paladar? Essa é a grande chave pra começar a escolher melhor os vinhos, mas óbvio, não é garantia de sucesso, até por que o vinho tem muitas questões.

Vou finalizando aqui e espero que esse texto chegue nas pessoas que gostam de ler sobre vinhos e aquelas que estão no mercado nesse momento procurando uma referência sobre o vinho.

13set

Quanto custa jantar no Praça São Lourenço?

Postado por às em Quanto custa?
Fonte: Praça São Lourenço website

Fonte: Praça São Lourenço website

O mês de agosto foi cheio de visitas a novos restaurantes e vai ter muito material para os próximos dias, vou começar falando sobre o jantar no Praça São Lourenço, tradicional restaurante em São Paulo.

Foi por conta de um compromisso de trabalho que finalmente fui conhecer o Praça, me lembro de ter colocado ele na minha to-do list, mas ficou muito atrás, já que o mercado gastronômico está super em alta, oferecendo uma grande gama de novos lugares para ir.

O restaurante fica na Vila Olímpia e tem uma paisagem linda, com um grande jardim e até um mini rio cheio de carpas, é um ambiente super agradável e conta com uma equipe de serviço bem treinada. Cheguei antes para garantir a reserva e pude observar os detalhes da ambientação e de como os garçons se comportavam.

Esse é um lugar legal que você pode levar sua namorada, ou realizar um jantar de negócios, como foi o meu caso. A sugestão de local veio do presidente da empresa, logo, uma garantia prévia de que o lugar proporcionaria uma agradável noite.

IMG_0576

Começou o serviço, as entradas foram pedidas, pães e frios que além de bonitos, estavam deliciosos, dei uma olhada no cardápio, 28 reais, tinha um pão com fermentação natural (amo), pão de queijo “Serra da Canastra”, presunto parma e chorizo espanhol. Achei bem digno.

Para o prato principal, entre muitas opções, resolvi tentar algo diferente, pedi o polvo com mil folhas de mandioquinha, tinha mais coisas no prato, mas sem or, que delícia. Destaque para o mil folhas que me surpreendeu demais (86).

Para beber nós tomamos vinho, como eu estava dirigindo, me deixei tomar uma tacinha, intercalando com água, o presidente da empresa quem escolheu o rótulo, e pela conversa que tivemos, ele entende bem de vinhos, fomos com o espanhol Finca Resalso 2015 e depois um Chileno cabernet sauvignon (clássico!) Montes Alpha (153 – 212 respectivamente).

IMG_0581

Fechando com chave de ouro, escolhi a sobremesa Don Pedro, um sorvete de baunilha com mascarpone, nozes pecã e um pãozinho com flor de sal (32), confesso que não gostei muito, mas trata-se mais de uma questão de paladar.

Por fim, gostei muito do ambiente, o serviço sempre muito prestativo e a qualidade dos produtos servidos ali foi muito além do esperado. Fica a dica e garanto que você vai gostar muito da experiência proporcionada pelo Praça São Lourenço.

 

Serviço

Casa do Ator, 608 – Vila Olímpia – São Paulo

03ago

Guia de vinhos –  Os vinhos e as uvas

Postado por às em Gastronomia, Você rica

cheers wine

Não tem jeito, a gente vai ficando mais velho e o gosto vai mudando um pouco, na verdade muda muito, eu adquiri um apreço maior as bebidas alcoólicas, em especial o vinho, mas é aquela coisa, se não foi criada com a cultura do vinho, a gente acaba não sabendo muita coisa né?

No projeto 30 coisas antes dos 30 eu botei como meta fazer um curso de vinhos, foi bem legal, eu aprendi algumas coisas básicas e desde então eu venho aprendendo e evoluindo sobre a apreciação do líquido dos deuses.

Pensando nisso, e no grande aumento da população de 30 anos que agora adora comprar um vinhozinho e cozinhar em casa, não adianta, essa fase ai vai chegar, senta e depois me conta. Eu resolvi então tentar escrever alguns posts pra te ajudar a conhecer um pouco mais dos vinhos, das uvas e de como escolher um bom vinho no mercado.

Mas tudo com esse meu jeitinho né? Normal, de quem também já foi um zero à esquerda no que se trata de vinhos e obviamente, alguém que toma bons vinhos, mas que na maioria passa no mercado pra tentar achar alguma garrafa boa, bonita, gostosa e barata.

Conhecendo as uvas básicas do rolé:

uvastipos

Cabernet Sauvignon – é a uva mais famosinha do rolé, dá em tudo quanto é canto, por isso é tão badalada, este tipo de uva mantém suas características plantadas em qualquer região. Fala-se muito em aromas, taninos, e bouqué, mas concentre-se agora em conhecer o básico da uva. Você vai sentir um sabor forte, meio frutado e um vinho escuro.

Merlot – Essa é um pouco mais suave que a cabernet, muito conhecido por ser um tipo de uva/vinho que agrada o paladar feminino. Quando você bota na boca sente maciez, veludo  e acidez mais equilibrada.

Malbec – essa é uma uva francesa que se desenvolveu muito bem na Argentina que inclusive tem 59% da sua produção de vinhos provén dessa uva. Os vinhos dessa uva têm uma textura mais aveludada, gosto duradouro na boca, cor forte, bem encorpado, mas não tem aquela sensação de adstringência, tipo, traduzindo para “amarrando” – lembra quando você come um caqui marrento? Tipo isso.

Pinot Noir – Eu diria que essa uva é uma joia, uma delicadeza. Dessa uva saem vinhos mais suaves, claros e acidez moderada. Também é conhecido por cair no gosto das mulheres.

guia de uvas

Em minhas leituras eu sempre vejo muita aquela coisa de aromas e sabores, como frutados, aroma amadeirado, notas de carvalho, frutas vermelhas, aromas de morango, blá blá, blá. Não se apavore ao ler essas coisas, você não precisa identificar tudo isso para aprender a apreciar um vinho, vamos aos poucos.

No próximo texto eu vou tentar simplificar esse negócio de taninos, aromas e bouqués.

Leia também: Você sabe escolher um espumante?

16dez

Você sabe escolher um espumante?

Postado por às em Gastronomia, glamour, Quanto custa?

Capturar

Natal e Ano Novo já estão quase aí e sempre tem as bebidas clássicas desta época: os espumantes! Mas você sabia que existe muita coisa nesse mundo e que você precisa entender para escolher um que caia melhor com o seu gosto ou caso queira fazer algum tipo de harmonização?

Primeira coisa que precisamos esclarecer é que só é Champagne o que é produzido na cidade de mesmo nome que fica na França, os demais são denominados espumantes.

Provavelmente você já deve ter parado em uma adega, ou na parte de bebidas do supermercado e lido alguns rótulos de vinhos ou espumantes e observou que existem determinadas “categorias” e é sobre elas que este post vai falar, obviamente de uma forma bem simplificada, para que você entenda as diferenças entre brut, demi-sec, etc.

espumante-2

Brut – ele possui até 15 gramas de açúcar por litro, inclusive é um dos mais vendidos aqui no Brasil, podemos citar como exemplo o da marca Mumm, que vem da Argentina e tem um preço médio de 50 reais e também o famoso Chandon, que custa em média 60 reais.

Extra brut – este possui menos de 6 gramas de açúcar por litro. Como sugestão você pode procurar o Peterlongo Presence que custa uma média de 58 reais.

Demi-sec – um pouco mais adocicado, tem cerca de 20 a 60 gramas de açúcar por litro. Como indicação temos o Casa Valduga Gran Reserva, na faixa de 125 reais.

Sec – contém de 15 a 20 gramas de açúcar por litro. Você pode procurar pelo Salton Classic Sec, que tem o preço bem acessível, na faixa de 20 reais.

Doce – quantidade de açúcar superior a 60 gramas, o moscatel também entra nesta categoria. Um exemplo é o brasileiro Aurora Moscatel, com preço na faixa de 40 reais e que inclusive foi indicado na lista dos 100 melhores.

Basicamente as diferenças entre cada um dos espumantes é o teor de açúcar que cada um tem, ou seja, adeque seu paladar de acordo com o quão doce você gosta de uma bebida.

Por fim, a temperatura adequada para servir um espumante deve ser seguida de acordo com o teor de açúcar: entre 5º e 6º graus para os mais doces e os demais entre 8º e 10º.

Plugin creado por AcIDc00L: bundles
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: seo valencia