/ aprender sobre vinhos

04mar

Degustação de vinhos Brunello di Montalcino

Postado por às em Vinho, Você rica

Brunello

Na semana passada, o pessoal da Sonoma me convidou para participar de uma degustação super exclusiva de Brunellos di Montalcino, tradicional terroir italiano. São vinhos famosos por sua potência, tipo de produção e também por sua exclusividade, já que são vinhos mais caros, uma vez que seu processo de produção é um pouco mais difícil.

Em toda minha vida, já tomei pelo menos uns 4 Brunellos di Montalcino, é gente, é um vinho que começa com preços em 200 reais, no mínimo.

Sobre o Brunello di Montalcino

O Brunello é produzido da uva Sangiovese e tem denominação de origem controlada e garantida, aquela sigla DOCG, essa denominação traz algumas regras: o vinho tem que ficar minimamente 2 anos na barrica de carvalho e mínimo 4 meses em garrafa e tem mais uma série de regras mais técnicas.

brunello

Mas o que diferencia o Brunello de outros vinhos? basicamente seu terroir, traduzindo em miúdos: o lugar de produção, que contempla a sua temperatura, sua terra, formato de produção.

O Brunello di Montalcino é um vinho de guarda, que evolui em 10, 15 anos na garrafa, não que você não possa beber antes, mas esse tempo guardado faz com que o vinho evolua, seus taninos sejam “domados” e entregue mais complexidade de aromas e sabor na abertura da garrafa. Ah, ao se abrir um vinho como esse, é recomendado que você o faça com 8 horas de antecedência, para que o vinho “respire” e entregue toda sua versatilidade e potência.

No evento da Sonoma, experimentamos 9 Brunellos diferentes e fomos acompanhados do Sommelier responsável pela curadoria do e-commerce, explicando sobre os rótulos escolhidos e também contando histórias dos vinhos e tudo que envolve esse mundo.

Brunello di montalcino

A degustação foi acompanhada de um menu de carne e massa, que é a melhor pedida para esse tipo de vinho, com estrutura e complexidade. Um menu incrível do restaurante Modi, que fica ali em Higienópolis, perto do shopping.

Também experimentamos duas garrafas de  Rosso de Montalcino, que são vinhos mais fáceis de beber, com taninos mais amaciados, vinhos de entrada, como eles costumam dizer.

rosso di montalcino

Meu preferido foi o Barrici, que é um dos top 100 Brunellos da safra, segundo a Wine Enthusiast achei ele um vinho super complexo, com taninos ainda muito duros, daqui uns 5 anos vai ficar maravilhoso.

A Sonoma é um e-commerce super moderno, tem uma curadoria especial, traz vinhos para todos os bolsos, vinhos exclusivos e também alguns mais tradicionais. O que eu acho mais legal é que você vai encontrar vinhos de entrada, aqueles mais baratos e também encontra complexidade de um Brunello ou Barolo, entre outras denominações. Ah e outro ponto super legal, eles entregam em até 90 minutos nas regiões aqui em SP, testei o serviço e realmente eles conseguem cumprir a promessa, olha que eu morro bem longe né?

Eu adorei o evento e os vinhos que provei, vou mostrar cada rótulo lá no meu instagram – segue ai! www.instagram.com/tainasena

Se você quiser saber mais, o site deles é www.sonoma.com.br – dá um pulo lá e depois me conta!

13set

Guia de Vinhos – Glossário básico

Postado por às em Bebidas, Gastronomia, Vinho, Você rica

winebarrels

Depois do primeiro post Guia de Vinhos – As Uvas, eu resolvi escrever um pouco sobre alguns termos que você sempre vai encontrar, tipo um glossário básico, seja num aplicativo de vinhos, num blog especializado em vinhos ou em um programa de gastronomia.

Eu já me perdi muitas vezes e confesso, morria de preguiça de pesquisar o que significava cada coisa, uma vez que a vida é corrida né?  Muitas vezes até achei bobeira utilizar esses termos, mas quando você começa a beber vinho, isso se torna um fator importante, principalmente se você gosta de compartilhar e ler resenhas naquele app Vivino.

guidadevinhos

Chega de ficar sem entender os termos básicos da arte de beber vinho. Então, se você quer saber um pouquinho mais sobre eles, bora:

Acidez: é uma característica que dá o equilíbrio ao vinho, por exemplo: quando uma uva fica muito madura, ela consequentemente se torna mais doce e a acidez cai,  a grande sacada é o produtor conhecer exatamente o melhor período para colheita. Quando você bebe o vinho, percebe a acidez nas extremidades da língua, quanto mais você salivar, mais ácido ele é.

Adstringência: é aquela sensação de boca seca, me lembra aquela sensação de comer um caqui verde, sabe? lembra aquela palavra “caqui tá marrando!” – Em bons vinhos você não vai sentir essa “marra” tão forte.

Afinado: quando o vinho está envelhecido, tá bem equilibrado.

Complexo: quando o vinho tem muitos aromas diferentes, é eu sei, você ainda vai aprender a compreender os aromas posteriormente.

Retrogosto: ô palavra estranha, mas é basicamente o gosto que fica na boca depois que você bebe o vinho.

Tanino: quem nunca ouviu falar dos taninos? É uma substância derivada das sementes e cascas e é responsável pela adstringência do vinho.

Terroir: clássica palavra! Significa literalmente o solo onde as uvas foram plantadas, mas ai inclui-se ambiente, clima para que seja compreendida todas as características do vinho.

Bom, essas são as palavras básicas para um iniciante em vinhos, já está num belo caminho se conhece a maioria delas e seus significados. Eu gosto de escrever e simplificar os conteúdos, torná-los mais acessíveis e de fácil compreensão.

Em breve novos posts sobre vinhos e cia.

Plugin creado por AcIDc00L: noticias juegos
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: seo valencia