/ vinhos

21Maio

Mistral celebra prêmios e altas notas recebidas por seus produtores

Postado por às em Vinho

A Mistral celebra os mais recentes prêmios recebidos pelas vinícolas que representa e também altas notas concedidas por alguns dos maiores críticos de vinhos do mundo para rótulos que integram o catálogo da importadora.

Já considerado o melhor produtor do Uruguai por Jancis Robinson e Steven Spurrier, Daniel Pisano acaba de ser eleito “Winemaking Legend 2020” pelo Master of Wine britânico Tim Atkin. Para seu recém-lançado “Uruguay Special Report”, o especialista provou 226 vinhos de 211 produtores do país, dando a Pisano o selo de “The Best of Uruguay”.

A publicação se concentra em 146 marcas que obtiveram 90 pontos ou mais na avaliação de Atkin. Entre eles, estão: Pisano Arretxea 2015 e Pisano RPF Tannat 2017 com 94 pontos; Pisano Río de los Pájaros Tannat/Syrah/Viognier 2018 com 92 pontos; e Pisano Cisplatino Tannat 2017, Pisano Río de los Pájaros Tannat Reserve 2018 e Pisano Torrontés 2019 com 90 pontos.

Também foi premiada a argentina Catena Zapata. O título de “A marca de vinho mais admirada do mundo 2020” foi concedido pela Drinks International Magazine, publicação inglesa especializada em bebidas, que lança anualmente o ranking das 50 melhores vinícolas, escolhidas por um grupo internacional de profissionais do vinho e compradores de bebidas.

Esta é a primeira vez que um produtor da Argentina vence a disputa, que leva em consideração a qualidade da marca, conhecimento por parte do consumidor, as embalagens e autenticidade dentro de suas respectivas regiões.

Ainda da América do Sul, a chilena Viña Montes conquistou altas notas do jornalista norte-americano James Suckling. O crítico de vinhos, que passou três décadas escrevendo para a revista Wine Spectator até criar seu próprio site, há dez anos, avaliou com 93 pontos ou mais seis rótulos da propriedade precursora dos vinhos de alta qualidade no Chile.

São eles: Montes Purple Angel 2016 com 98 pontos; Montes Alpha M 2017 com 96 pontos; da linha Montes Alpha Special Cuvée, o Pinot Noir 2018 e Sauvignon Blanc 2018 com 94 pontos; e o Cabernet Sauvignon 2018 e o Chardonnay 2018 com 93 pontos. 

Já a portuguesa Herdade de Coelheiros comemora o destaque na edição de abril da revista norte-americana Wine Enthusiast. A vinícola, que homenageia a identidade cultural da região do Alentejo, recebeu 94 pontos para o vinho Coelheiros Vinha do Taco 2010, 92 pontos para o Tapada de Coelheiros Branco 2017 e 91 pontos para o Tapada de Coelheiros Tinto 2015.

Durante o período de quarentena em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a Mistral realiza vendas pelo site www.mistral.com.br e atende pelos telefones (11) 3372-3400 e (11) 3174-1000 em São Paulo. Confira todos os números em www.mistral.com.br/unidades-representantes.

30jan

Descubra Waitaki: a região secreta de vinhos na Nova Zelândia

Postado por às em Viagem, Vinho

vinhedosnovazelandia

Na Ilha Sul da Nova Zelândia, a região central de Otago é famosa pela produção de alguns dos melhores vinhos da uva Pinot Noir do mundo – e é parada obrigatória para os aficionados pela bebida em visita ao país. O que poucos sabem é que a apenas três horas ao norte, a pequena região Waitaki está conquistando espaço no universo do vinho.

As plantações são relativamente novas e começaram oficialmente em 2001, mas os vinhos que saem dali têm apresentado qualidade excepcional. Os vinhedos se estendem por uma faixa de 75 km e estão margeados de um lado pelo sul do Oceano Pacífico, bem frio, e do outro pelos alpes de picos nevados da Ilha Sul, que protegem as plantações das chuvas.

vinhonovazelandia

O país é reconhecido mundialmente pela qualidade de seu vinho e a região de Waitaki tem despontado como uma nova produtora da bebida. Ainda pouco explorada, fornece alguns dos melhores vinhos neozelandeses

No Brasil, é possível encontrar rótulos da vinícola premium Ostler Vineyards, pioneira na produção no Vale de Waitaki, de uvas como Pinot Noir, Pinot Gris, Riesling e Gewürztraminer.

A maioria das vinícolas da região são as últimas a realizar a colheita na Nova Zelândia, no final de abril e início de maio. Como as uvas ficam mais tempo na parreira, o sabor fica mais apurado do que os vinhos produzidos em Central Otago. O resultado é um maior nível de acidez, que confere mais frescor, notas de frutas delicadas e uma bebida balanceada.

Além das vinícolas, há diversas atrações turísticas por ali, todas de fácil acesso. Nas Omarama Hot Tubs, é possível curtir um ofurô quentinho com vista para os alpes e céu estrelado durante a noite. Na praia Koekohe, fotógrafos do mundo todo registram as Moeraki Boulders, misteriosas rochas esféricas formadas há milhões de anos que ficam ainda mais incríveis sob a luz do início do dia e do fim da tarde.

Para mais informações clique: Turismo na Nova Zelândia

 

21nov

Beaujolais Nouveau também é tradição no Brasil

Postado por às em Vinho

Beaujolais 2019

Beaujolais est arrivé

 

Eu sou uma das maiores fãs de Beaujolais que eu conheço, todo ano eu participo da famosa tradição gaulesa, na terceira quinta-feira de novembro, é lançado mundialmente o vinho Beaujolais Nouveau do ano.

It’s Beaujolais Nouveau time! Ou como dizem os franceses, “Le Beaujolais Nouveau est arrivé!” (O Beaujolais Nouveau chegou!).

Produzidos unicamente com a uva Gamay da região do Beaujolais na França! (a-ha!), o vinho tem detalhes interessantes e particulares: Sua produção dura menos de 10 semanas e a fermentação ocorre pouco tempo antes de seu lançamento. Por isso a história desse vinho é caracterizada principalmente pela ideia de aviões cruzando com rapidez os ares para levar o vinho a todos os cantos possíveis do planeta a tempo da data!

Beaujolais 2019

Beaujolais 2019

 

Esse pequeno tempo de fermentação o torna uma bebida leve, ligeira, refrescante, frutada e fácil de agradar e beber. Então a recomendação é consumi-lo logo após a aquisição. Dizem os mais tradicionais que fica ainda melhor se compartilhado com amigos e família!

Sobre a produção na Georges Dubeouf, as uvas são colhidas manualmente. O vinho é feito por meio de fermentação sem as uvas serem esmagadas, as frutas são colocadas em cachos inteiros. É recomendável ser servido nas temperaturas de 11º – 13ºC. Indicado para ser consumido com pratos leves e de acidez refrescante, como saladas, atum e salmão selados, sushis e carnes brancas com temperos leves.

A vinícola George Dubeouf produz vinhos desde 1964, com uvas de máxima qualidade, garantindo a combinação perfeita e aromática.

O vinho Beaujolais Nouveau ser encontrado no site http://www.todovino.com.br com o valor de R$149,90.

Quem ai também ama um belo Beaujolais?

02jul

Fasano amplia linha própria de vinhos italianos

Postado por às em Vinho

Eu já conheço um pouco da linha de vinhos e espumantes da FASANO, eis que eu recebi da assessoria deles essa novidade: agora eles adicionaram Barolo, Brunello e Chianti, eu já tô como? Querendo provar todos, claro!

Confira abaixo um pouco da descrição de cada um:

BAROLO (produtor Gianni Gagliardo) – R$ 480,00

Grande tinto da vitivinicultura italiana, o Barolo sempre está associado a grandes comemorações ao lado de pratos deliciosos. Este exemplar assinado por Rogerio Fasano e Celso La Pastina é elegante, e ideal para acompanhar pratos da alta gastronomia italiana. Para a produção foi escolhida dentre algumas cuvées especiais, uma cuvée que pudesse representar o espírito de elegância e sofisticação da marca Fasano, e ao mesmo tempo a tipicidade da denominação de Barolo, por ser extremamente gastronômico.

Este Barolo é um vinho especial elaborado a partir da famosa Nebbiolo com estágio em barris de carvalho durante 24 meses. Revela aromas defumados, de tabaco, além de toques florais e de frutas vermelhas maduras. Um vinho rico, com grande estrutura tânica, ideal para acompanhar preparações a base de carnes vermelhas, além de queijos duros, como o grana padano.

BRUNELLO DI MONTALCINO (produtor Dievole) – R$ 480,00

Potente exemplar da vitivinicultura toscana, o Brunello é atualmente um dos vinhos mais famosos da Itália. Estagiando durante 38 meses em barris de carvalho, este Brunello é elegante, potente e maduro. Seus aromas remetem a notas de frutas vermelhas e pretas maduras, como cerejas, framboesa e amoras, além de notas de especiarias, tabaco, toques tostados, defumados e de cacau.

Ideal para acompanhar carnes vermelhas grelhadas e assadas com molhos ricos, preparações a base de cogumelos, carnes de caça, preparações a base de carnes suínas, queijos maduros e embutidos.

CHIANTI CLASSICO (produtor Farnese) — R$ 180,00

Estagiando durante 9 meses em barricas de carvalho, este Chianti Classico, proveniente de vinhedos no distrito de Greve in Chianti, revela notas de frutas vermelhas maduras, especiarias e toques defumados. Um vinho elegante, sedoso e com boa acidez, ideal para acompanhar massas com molhos a base de tomate, carnes assadas e queijos duros.

Além de presentes nos hotéis e restaurantes do Grupo Fasano, os vinhos estão disponíveis também nas lojas físicas, televendas e e-commerce da importadora World Wine e em empórios selecionados de todo o Brasil.

28jun

Concurso premiará melhores rótulos da Wine South America

Postado por às em Vinho

Não faltam motivos para preparar as taças para o brinde. No ano em que parte dos vinhos da safra brasileira 2018 – considerada a melhor da década – chega ao mercado, a Milanez & Milaneze, empresa organizadora da feira Wine South America, promove o 10 Star Wines – Wine South America Awards, concurso de vinhos que objetiva reconhecer a qualidade e a variedade dos rótulos expostos no evento. Até o dia 22 de julho, cada empresa participante poderá inscrever até dois rótulos de seu portfólio entre as 10 categorias da premiação, que incluem nacionais e importados. 

O anúncio oficial dos vencedores será realizado no primeiro dia da Wine South America (25 de setembro), no Pavilhão da Fundaparque, onde ocorrerá a feira, em Bento Gonçalves (RS). Os produtos ganhadores estarão expostos em local destacado durante os três dias de evento. Também será promovida, no dia 26, na própria feira, uma degustação orientada dos rótulos vencedores, para 40 visitantes da Wine South America.

“O concurso 10 Star Wines proporcionará às vinícolas o reconhecimento de seus mais destacados rótulos. A visibilidade junto aos profissionais do setor, consumidores e formadores de opinião valoriza a percepção de marca, agregando valor aos produtos e auxiliando na geração de negócios”, acredita Marcos Milanez Milaneze, diretor da Wine South America.

O 10 Star Wines tem curadoria da revista Prazeres da Mesa, um dos principais veículos voltado à gastronomia e vinhos do Brasil, sob coordenação dos especialistas Marcel Miwa e Ricardo Castilho, e conta com o apoio da empresa Oxford. A degustação será realizada às cegas, em São Paulo (SP), seguindo o modelo de ficha desenvolvido pela Prazeres da Mesa, com pontuação de 0-100. O júri será composto por 10 degustadores convidados pela publicação, com notório conhecimento e experiência na função.         

O regulamento do concurso, métodos de avaliação e detalhes do envio de amostra estão disponíveis no site oficial da Wine South America, na aba Programa: https://www.winesa.com.br/site/2019/pt/starwines.  

Confira as categorias do 10 Star Wines – Wine South America Awards:      
1. Espumante Brasileiro Brut (até 15gr/l residual)
2. Espumante Brasileiro Doce (acima de 15gr/l residual, residual: dry, extra-dry, demi-sec, doux)
3. Espumante Importado
4. Branco Brasileiro
5. Branco Importado
6. Rosé
7. Tinto Brasileiro
8. Tinto Importado Novo Mundo
9. Tinto Importado Velho Mundo
10. Vinho de Sobremesa (Fortificados ou Colheita Tardia) 

Sobre a Wine South America           
Consolidada como a maior feira de vinhos profissional da América Latina, a Wine South America chega a 2ª edição focada em promover negócios entre a indústria, os compradores de varejo e os profissionais do vinho. De 25 a 27 de setembro, o evento reunirá em 10 mil m² os principais players do Brasil e do Exterior, que buscam iniciar ou ampliar negócios especialmente nos países do continente latino-americano.
Em 2019, o evento contará com cerca de 250 marcas expositoras das principais regiões produtoras nacionais e internacionais. Até o momento, além do Brasil, países como Argentina, Chile, África do Sul, Portugal, Itália, França e Espanha já estão confirmados. Setores de destilados e olivicultura também integram o portfólio desta edição.
A exemplo de 2018, a Wine South America contará ainda com masterclasses conduzidas por Master of Wine de renome internacional e degustações orientadas de vinhos do Brasil e de outras nacionalidades.     

SERVIÇO
O que:
concurso 10 Star Wines – Wine South America Awards
Inscrições: até 22 julho de 2019
Envio de amostras e ficha técnica: até 5 de agosto de 2019, à sede da revista Prazeres da Mesa, em São Paulo
Divulgação dos 10 vencedores: dia 25 de setembro de 2019, na Wine South America (Pavilhão da Fundaparque), em Bento Gonçalves (RS) – Brasil
Mais detalhes do concurso:
https://www.winesa.com.br/site/2019/pt/starwines

Plugin creado por AcIDc00L: key giveaway
Plugin Modo Mantenimiento patrocinado por: posicionamiento web
Episódios de Hoje